70 anos do mundial do Palmeiras - Prata | Medalha de Prata

70 anos do mundial do Palmeiras - Prata

Medalha de Prata Prata


Indisponível no momento

70 ANOS DO MUNDIAL DO PALMEIRAS

O Torneio Internacional de Clubes Campeões de 1951 reuniu os principais campeões nacionais da Europa e da América do Sul. Organizado com aval e participação da FIFA, em parceria com a Confederação Brasileira de Desportos (CBD), atualmente CBF, o Mundial, além do Palmeiras (campeão paulista de 1950) contou com as participações do Estrela Vermelha (campeão da Copa da Iugoslávia, atualmente Sérvia, em 50), do Áustria Viena (campeão austríaco em 49-50), da Juventus (campeã italiana de 49-50), do Nacional (campeão uruguaio de 50), do Nice (campeão francês de 50-51), do Sporting (hexacampeão na temporada 50-51 portuguesa) e do Vasco, campeão carioca de 50.

O Mundial ocorreu entre os dias 30 de junho e 22 de julho de 1951. E Palmeiras e Juventus classificaram-se para as duas partidas finais do torneio, que foram realizadas no Maracanã. Na primeira, dia 18 de julho, Palmeiras venceu por 1 a 0. No dia 22, o clima de euforia era evidente no Rio de Janeiro, pois um empate garantiria o título ao Alviverde. Imponente, surgiu em campo carregando a bandeira brasileira, como na Arrancada Heroica de 1942, que marcou o fim de um Palestra italiano e o início de um Palmeiras nacional.

A Juventus abriu o placar aos 18 minutos. No segundo tempo, após boa jogada com Canhotinho, Liminha lançou Lima, que arrematou na trave. Na sobra, o atacante Rodrigues igualou o marcador aos 2 minutos. Aos 18, a Juventus marcou mais um gol. Porém, a esperança palmeirense do título foi renovada nos pés de Liminha. Aos 32, o meia driblou dois marcadores italianos, chutou sobre o goleiro Viola, pegou o rebote e entrou com bola e tudo no fundo das redes. Após o apito final, o Palmeiras tornou-se Campeão do 1º Mundial Interclubes. A conquista teve papel fundamental na recuperação da autoestima do torcedor brasileiro e na reconstrução do futebol nacional.

Site Oficial do Palmeiras / www.palmeiras.com.br

Anverso

A cena retratada na medalha representa o momento em que Liminha marca o segundo gol do Palmeiras, aos 32 minutos do segundo tempo, fechando o placar em 2x2 contra a Juventus na dramática partida. Vê-se o jogador avançando gol adentro, enquanto o adversário, já caído, tenta em vão impedi-lo. À direita da imagem, há a legenda “70 anos Mundial 1951”. Abaixo, o escudo do clube à época do título. Acabamento em proof e impressão tampográfica destacam a cor do uniforme, escudo e legenda.

Reverso

A Copa Rio é o troféu destinado ao campeão daquele que foi o 1º Torneio Internacional de Clubes Campeões, que ocorreu no ano imediatamente seguinte à derrota do Brasil na Copa que inaugurou o Maracanã. O Palmeiras, enquanto time brasileiro, não decepcionou em campo, para a festa nacional da torcida. Vê-se a TAÇA encimada pelo atual ESCUDO do seu campeão em destaque absoluto e ao fundo a FESTA DA TORCIDA BRASILEIRA.

Criação: José Carlos (anverso) e Glória Dias (reverso)

Modelagem: Monique Porto (anverso) e Luiz Henrique Peixoto (reverso)

Título: 999

Emissão: 300


Ref: 803802
Tipo do produto: Medalha
Material: Prata
Edital: 6/2021
Peso: 31.1g
Diâmetro: 40mm